Ponto Fora da Curva!

Por que existem pontos fora da curva?


foto: Blake Wisz


Primeiro vamos definir o que é ponto e o que vem a ser curva.


Ponto pode ser você, uma atitude, uma marca, um ícone etc, mas aqui vou usar como exemplo para um ponto de venda. 


Curva nesse contexto, já mais claramente compreendido vem a ser o status de resultado. 

Já temos então como definição de ponto fora da curva, neste exemplo, um ponto de venda com resultados acima da média.


Num varejo onde grandes marcas andam de lado e algumas poucas ascendem, o que vem a ser a mola motora de tal diferenciação? Ora, todos hoje têm acesso a informação, referências, benchmarks e cases sem fim! O que acontece?


A diferença está no olhar! Olhe além da curva e não para o ponto! A velocidade faz com que queiramos chegar logo a determinado resultado e acabamos esquecendo de observar trechos imprescindíveis para tal êxito:


ponto de Contato; 


ponto de Experimentação; 


ponto de Catarse; 


ponto de Consequência; e 


ponto de Venda, enfim.


O que de forma equivocada chamam de ponto de venda na verdade é apenas um ponto de contato. O que fazer com o primeiro contato?


Já ouviu falar em experiência no ponto de venda? Sim né? É aí que começa, apenas começa a diferença. A marca nesta etapa precisa ter coerência entre discurso e atitude para então propor uma real experimentação ao cliente. 


Uma vez que este tenha seus sentidos e emoções acessados acontece a catarse! É neste momento que, sim, deve ser inserida a carga comercial para a obtenção de resultados, pois a consequência de toda sua preparação tem seu ápice.


Prepare sua estratégia para que estes pontos aconteçam e você saia da curva!



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo