Tenha vergonha de Não ser vendedor!

Eu não sei vender! Eu não sou vendedor! Essas afirmativas defensivas podem ser proferidas por qualquer cidadão do planeta. Médicos, faxineiros, engenheiros e até vendedores! Mas essa negativa é simplesmente baseada em uma reputação de alguns poucos profissionais, que fazem mal uso de suas habilidades para garantirem vantagens maiores que as devidas. O mesmo acontece com advogados, certo? Certo, mas este vem de uma carreira acadêmica, que num primeiro olhar respalda um pouco mais a função. Agora, para quem já vociferou não saber vender ou não ser vendedor, reflita! Em primeiro lugar, um excelente vendedor não precisa insistir para que negócios sejam fechado. Geralmente ele acredita e consome o produto que oferece, então ele usa sua credibilidade para endossa-lo, então a venda acontece naturalmente.  Segundo: se você é engenheiro, médico ou cientista acredite: você vende o tempo todo! Vende suas ideias, vende seus feitos, vende seus serviços, vende a si mesmo! Quem nunca pensou em marketing pessoal? Quem nunca foi a um workshop? Pois é, estes são alguns dos indícios que sim, você tem vendido(ou pelo menos tentado). Quando foi a última vez que você se arrumou com uma roupa impactante para uma importante reunião? E quando foi a última vez que você entregou um cartão de visitas? Enviou um portfólio? Falou da suas habilidades durante a despretensiosa cervejinha pós expediente? Vendendo o tempo todo! A diferença entre o vendedor que você não quer ser e o que você precisa se tornar é: seja interessante, não interesseiro!  Vender é sim uma habilidade necessária a qualquer função, então bata no peito e diga que é vendedor, pois sem dúvidas é esta habilidade que diferencia os profissionais de qualquer área!


Imagem: Austin Distel para Unsplash

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo